Casamento altamente!

Imagem do Filme "Up Altamente"
 
A imagem é do meu filme de animação preferido.
A personificação perfeita de um amor à séria. Daqueles mesmo bons, daqueles para sempre...

Aqui fica um pouco da nossa história!

Fazemos hoje 8 anos de casados.
Um namoro que começou sem que eu tivesse tempo de pensar, um pedido de casamento inesperado ao fim de 3 meses juntos e um casamento bombástico que se deu um ano depois.

Eu tinha o sonho de casar. Sempre quis ser "a noiva", sempre sonhei com o casamento com a festa e com tudo o que envolvia o dia que seria o mais feliz da minha vida (tinha a certeza disso).

A escolha da data foi imediata... dia 1 de Julho de 2006, dia em que os meus pais fariam anos de casados.

Quando foi para escolher o vestido, sabia que queria o mais simples possível. Com alças, sem véu, sem grandes armações e o mais confortável que houvesse na loja.
Experimentei 9 vestidos e nenhum me encheu o coração.
Subitamente olhei para um catálogo e vi um vestido que era exatamente o que eu idealizara.... lá veio o 10º vestido e ainda nem estava o fecho fechado e já ouvia o meu pai dizer... "É este!É este!". Olhei para a minha mãe e para tia madrinha e percebi imediatamente que era o tal quando todos estávamos de lágrimas nos olhos.
Foi um momento bonito que guardo na "memória" :).
Vestido mega simples, sem véu, de alças, sem armação, com soutien incorporado e com lingerie oferecida pela loja. Fiz um bom negócio, digam lá que não fiz?!
Ah! Sapatos e meias também não houve. Sandálias normalíssimas para voltarem a ser usadas depois.

Sou uma pessoa prática por natureza. Sou exigente, mas não complico demasiado nestas situações.
Gosto de coisas simples, com gosto, glamorosas, mas sem grandes ostentações.

Dia 1 de Julho de 2006 em pleno Mundial de Futebol, casavámos às 17h00.

Recepção em casa como manda a tradição, noiva que quebra a tradição e se veste sozinha, noivo perdido algures numa Quinta perto do local da festa... Stress??!! Nada disso! Discutimos ao telefone 20 minutos antes de casar, mas isso foi só o começo da vida a dois...

Estávamos a meio de um jogo de futebol promissor (Portugal - Inglaterra) e quando saí de casa (com aquele sonho de menina de ter os vizinhos e os populares à janela) estava sozinha. Por fracções de segundo senti-me mascarada. Não havia viva alma na rua.
Lá fui pelo meu pé até ao carro (o meu primo que supostamente me deveria ir buscar à porta estava tão entretido com o relato que se esqueceu e ficou no estacionamento) entrei e sentei-me.

Quando cheguei à igreja com apenas 10 minutos de atraso, senti-me um estorvo! Estava tudo tão animado a ver o jogo que a chegada da noiva sem atrasos de maior, revelou-se um aborrecimento daqueles!
A entrada na igreja ao som do coro da Taizé (a única coisa que fiz mesmo questão de ter pago a peso de ouro!!) e com o meu pai a conversar comigo durante aquele percurso, fez-me crer que tinha tomado a decisão certa, mesmo antes de chegar ao altar.
(apenas em jeito de nota: Fui casada por um grande amigo, o Padre L. actualmente padrinho do D. e meu compadre do coração! Não é compadre de um cão ?!)
Igreja que adoro, cerimónia linda de morrer, homilia muito personalizada e uma igreja com convidados num entra e sai desenfreado.

Casámos!! Quando olhámos para trás só la estavam os coxos e os mais velhos! loll
Saimos da igreja e lá estavam os coxos, os mais velhos e mais uma meia dúzia, que entre um penaltie e outro, lá vieram fazer o jeito e nos atirar umas pétalas e arroz, porque "diz" que dá sorte.

Portugal ganhou, foi um jogo emocionante, e lá fomos começar a festa.
Foi uma festa de arromba!!
Nestas coisas dos casamentos as pessoas lembram-se essencialmente se havia boa comida e se havia boa música.
As duas não faltaram à chamada e a festa durou ininterruptamente até às 8h da matina.

Foi, sem dúvida, um casamento altamente e um dia muito feliz!

Não há casamentos perfeitos ou pelo menos eu não conheço nenhum.
Acredito em amores perfeitos, em paixões perfeitas que se têm que alimentar e acarinhar...mas os casamentos não são ultra mega felizes a vida toda "desenganem-se"!
A rotina, o tempo, a chegada dos filhos muda muita coisa... será para melhor? será para pior? O que virá depois?!

Fica para o próximo post! :)

Até lá.

Beijos
M.


Share:

5 comentários